Nossos Serviços

Buscamos sempre o melhor para você.

Sistema integrado de Trabalho
Fonte de trabalho para os integrantes da instituição

Boletim Easjuris
8 informativos de Jurisprudência exclusivos da DPDF

Atividades de qualificação
A nossa missão é desenvolver pessoas.

Eixo Comunidade
Atividades Educacionais para transformação social.

Reproduzir vídeo

Sobre

Escola de Assistência Jurídica - EASJUR

A Escola de Assistência Jurídica (Easjur) é um órgão auxiliar da Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF) que busca desenvolver pessoas por meio da produção e disseminação de conhecimento em temas afetos à instituição, à cidadania e aos direitos humanos, visando aprimorar a capacidade de atuação da Defensoria e contribuir para uma sociedade mais crítica e consciente.

Conhecimento

Atendendo ao seu papel de responsabilidade social, a Escola promove a difusão de conhecimentos internamente e junto à comunidade do DF, por meio de jovens estudantes e líderes comunitários de diversas cidades satélites, entre outros.

Inclusão Social

A Easjur incentiva e promove atividades em busca da garantia do acesso à justiça e inclusão social, informando e conscientizando a população carente sobre os seus direitos e deveres..

Profissionalismo

A Escola também planeja e executa políticas de atualização profissional e aperfeiçoamento técnico de defensores, servidores, estagiários e colaboradores da DPDF, de modo a contribuir para a melhoria na qualidade e eficiência do serviço prestado à população..

Parcerias

Para possibilitar a realização dos projetos, a Escola mantém cooperações técnicas com instituições de ensino, órgãos públicos e privados e entidades cuja atuação tenha afinidade com a missão institucional da DPDF.

+ de 0
Certificados
+ de 0
Público alcançado
Cerca de 0
Atividades educacionais
Cerca de 0
horas em atuação na Defensoria de estudantes e professores de faculdades de direito no DF
+ de 0
Seguidores nas redes sociais
+ de 0
Publicações nas redes sociais
+ de 0
Visualizações nos vídeos em ambientes digitais
0 horas
de contrapartida social e colaboração extrajudicial no âmbito da DPDF
0
Bolsas de estudo
0
Usuários do SIT
+ de 0
Documentos do SIT
+ de 0
vídeos nos ambientes digitais
0
Comunicados via e-mail
Mestrado e Doutorado para membros da Defensoria
Dezenas de projetos e programas.
+ de 0
Instituições parceiras
Milhares de cartilhas impressas

OS QUATRO ANOS DE GESTÃO

Agradecemos aos defensores, servidores, estagiários, colaboradores da Instituição, à população do Distrito Federal e às instituições, entidades e empresas parceiras pela participação, pelo interesse, pela colaboração e, principalmente, por dar sentido prático ao trabalho desempenhado pela Escola.

Esses quatro anos de gestão representam:

  • A Escola como um espaço de convergência de afinidades que unem atores públicos e privados com o intuito de promover ações concretas para a transformação social.
  • A consolidação de tecnologias institucionais que servirão de base para o projeto de automação das atividades processuais na DPDF.
  • A concretização de ações afirmativas e de política de incentivo acadêmico representada pela oferta de 260 (duzentos e sessenta) bolsas para qualificação acadêmica, aperfeiçoamento profissional e curso de ensino superior obtidas a custo zero.
  • O fomento ao desenvolvimento acadêmico e à aplicação de novos estudos na vivência institucional com a disponibilidade de vagas em Mestrado e Doutorado por convênio ativo da Defensoria Pública do DF com instituição de ensino superior do DF.
  • A inauguração de canal direto de encaminhamento de casos com os conselheiros tutelares do Distrito Federal para o setor de mediação da Defensoria, voltado para a garantia dos direitos de crianças e adolescentes.
  • A implantação e expansão de um novo conceito de atendimento, relacionamento e resolução extrajudicial de controvérsias com a população em situação de vulnerabilidade do DF: a Política de Atendimento Integrado, instituída oficialmente pela Lei Complementar 980/2020).
  • A aquisição de Unidade de Atendimento Móvel (Carreta) da DPDF, maior equipamento do país de atendimento jurídico à criança, ao adolescente e às famílias, que já atendeu diversas regiões do DF juntamente com parceiros, tendo realizado cerca de 2.000 (dois mil) atendimentos de natureza jurídica, psicossocial, social e de encaminhamentos para qualificação técnica gratuita.
  • A expansão do Projeto Absoluta Prioridade, integrado à Política de Atendimento Integrado, para promover atendimento permanente nas cidades do DF destinado à erradicação da ausência de reconhecimento paterno, por meio da realização de exames de DNA e do peticionamento exclusivo, entre outros serviços.
  • A instalação do primeiro e exclusivo Estúdio Audiovisual da DPDF e do Laboratório de Inclusão Digital da Easjur, por meio de parceria institucional promovida pela Easjur.
  • A celebração de centenas de conexões com lideranças e dezenas de cooperações com instituições, que resultaram em forças de trabalho multidisciplinares para atuar na Defensoria em prol da população do DF.
  • Cerca de 10.000 (dez mil) horas em mediação e conciliação na Defensoria, em estágio no Núcleo de Iniciais, em projetos e pesquisas acadêmicas, em colaboração para educação em direitos, por estudantes e professores de faculdades de direito do DF, a partir do Programa de Interação Acadêmica.
  • Mais de 2.500 (duas mil e quinhentas) horas de contrapartida social e de colaboração extrajudicial no âmbito da DPDF.
  • As maiores concorrências na história da Defensoria Pública nos processos seletivos de estagiários e residentes jurídicos nos últimos 4 anos, cuja ampla divulgação oficial nos ambientes digitais dos alunos das faculdades de direito do DF se deu em razão do relacionamento direto da direção da Easjur com as instituições.
  • A informatização das atividades promovidas pela Easjur com mais de 6.000 (seis mil) certificados emitidos no próprio site.
  • A organização de uma política de comunicação interna e externa, com a utilização rotineira do e-mail, do boletim de serviço e do whatsapp, com mais de 665 (seiscentos e sessenta e cinco) comunicados feitos apenas via e-mail.
  • A reativação/consolidação das redes sociais tendo mais de 11.000 (onze mil) seguidores, mais de 3.000 (três mil) publicações e mais de 18.000 (dezoito mil) visualizações apenas no YouTube.
  • A criação de uma interface política pela direção da Easjur de forma direta, otimizando o fluxo de relacionamento para a concretização de projetos integradores, para a aquisição de recursos, para a publicidade de seleções, entre outros.
  • O desenvolvimento de plataforma digital de trabalho com o DNA da Defensoria Pública, fruto de alimentação coletiva de documentos jurídicos pelos integrantes da DPDF, com mais de 9.100 (nove mil e cem) arquivos para a atuação defensorial (SIT).
  • Criação de espaço digital de informação, capacitação e qualificação por meio de conteúdo audiovisual integrado ao SIT, que contempla assuntos relacionados à vivência institucional (Easjur Digital).
  • A utilização das ferramentas tecnológicas que estão ao alcance da Easjur para oferecer conteúdo de qualificação gravado ou transmitido em tempo real que pode ser acessado a qualquer hora e em qualquer lugar, tendo mais de 100 (cem) vídeos nos ambientes digitais da Easjur até o momento.
  • O alcance de um público estimado em 40.000 (quarenta mil) pessoas por meio de cerca de 200 (duzentas) atividades – considerando apenas as educacionais – relatadas nesse período.
  • O lançamento e consolidação do Boletim Easjuris, uma publicação periódica exclusiva de jurisprudência e atualização legislativa relacionados à Defensoria, com 7 (sete) edições publicadas até o momento.
  • A produção permanente de conteúdo exclusivo da DPDF com a elaboração e divulgação de dezenas de cartilhas educativas e do livro de educação em direitos.
  • A publicação de diversos editais para instrutor, conteudista e palestrante, bem como para integrantes das Comissões Temáticas da CCT.
  • O alcance de Diagnóstico de Inteligência Processual a partir de cooperação com Centro de Inteligência da Justiça do Distrito Federal – CIJDF, com 1.317 (mil trezentos e dezessete) temas abordados, sendo 217 (duzentos e sete) temas identificados relacionados à atuação defensorial, que serviram de base para a política de qualificação.
  • A reativação da Câmara de Coordenação Técnica (CCT) com a produção de recomendações e propostas pelas Comissões Temáticas.
  • O desenvolvimento de dezenas de novos projetos, programas e campanhas.
  • A consolidação de atividades permanentes junto à comunidade (Eixo Comunidade).

A nossa intenção ao apresentar este breve Relatório de Atividades é AGRADECER pela participação, solidariedade, aprimoramento, novas conexões e a descoberta da capacidade que temos de transformarmos JUNTOS. Cientes de que há muito a melhorar, seguir avançando e inovando no dever de educar e transformar é pressuposto da atuação da Easjur.

MÍDIA
A história da Easjur documentada

Mídia Completa

RELATOS

Nas oportunidades que tive junto à Easjur, fiquei surpreso com a importância que dão à comunidade, em especial com o “Projeto Conhecer Direito” que me proporcionou um aprendizado inédito e fundamental para que eu possa viver de forma harmônica em sociedade.

Pedro Sá

O estágio na Easjur foi um divisor de águas na minha vida. Foi através de projetos e do contato com a Defensoria que tive a certeza de qual caminho percorrer. Lá, ganhei uma bolsa integral em curso de Direito e estou convicta em persistir nessa jornada que me agregou valores, me sensibilizou a ter um olhar humanizado e que semeou a esperança no conhecimento que transforma vidas.

Valdineia Santos

Muito mais que possibilitar o acesso à justiça, a Easjur trabalha diariamente pela garantia de direitos e acesso à educação.
Foi por intermédio da Escola que pude aprender, participando de diversos cursos, conseguir uma bolsa de pós, e também ser um instrumento na promoção de cidadania, ministrando aulas aos mais necessitados, por meio do Conhecer Direito Acessível ao público surdo, pessoas que são marginalizadas na educação e na vida.

Ruth Marlen

Participei da 16ª turma do projeto Conhecer Direito, que foi de extrema importância e um divisor de águas para mim. Pude compreender como funciona a vida em sociedade, tomando conhecimento dos meus direitos e deveres, proporcionando ferramentas para nos tornar cidadãos em todos os aspectos.

Vinicius Amorim

Para mim, o Conhecer Direito foi essencial. A partir do aprendizado com os melhores professores, hoje sei quais são os meus direitos como cidadã e conheci pessoas incríveis que estão até hoje na minha vida.

Pollyanna



RECEBA AS NOSSAS NOVIDADES
Deixe seu e-mail e saiba nossos próximos eventos e publicações